O mito do emprego verde

Tradução livre do quadrinho: “Eles tiveram que derrubar todas as árvores para imprimir todo o dinheiro de resgate, necessário para criar empregos verdes e salvar o meio ambiente”.

Este artigo coloca em xeque o desenvolvimento de uma economia verde de verdade. Vale a leitura!

FakeClimate

Por Tory Aardvarck

24 de agosto de 2012
(Tradução: Maurício Porto)

O mito de empregos verdes faz parte dos chavões aquecimentistas, a transição para um verde e admirável mundo novo orwelliano onde há eletricidade ilimitada livre de carbono gerada por energia eólica e solar, bem que seria o caso se não fosse por um problema embaraçoso conhecido como intermitência, mais adiante falarei sobre isso.

Um relatório de setembro de 2011 da Câmara dos Representantes dos EUA concluiu que a chamada revolução de empregos verdes falhou globalmente e não havia esta coisa de empregos verdes a longo prazo, então os aquecimentistas mudaram a definição de empregos verdes para praticamente qualquer trabalho existente. Por exemplo, se você trabalha numa loja de conserto de bicicletas é um trabalho Verde, ou se você trabalha como balconista na loja de reparação de bicicletas, isso também é um trabalho Verde.

Ver o post original 748 mais palavras

Países Felizes – Parte 6: França

A viagem do Arquiteto da Felicidade deu uma parada estratégica. Apesar de gostar bastante de escrever, precisei dar uma prioridade nos projetos de arquitetura, não é? Arquiteto precisa fazer cliente felizes. Voltando à busca dos países felizes e desenvolvidos por saberem priorizar seus talentos, vamos à França. O país é talvez o mais lembrado e … Continue lendo Países Felizes – Parte 6: França

Países Felizes – Parte 5: Brasil

Retomando nossa viagem sobre os diferentes modelos de desenvolvimento países de acordo com sua visão de felicidade, nesta quinta parada o protagonista é o nosso Brasil. Nosso país tem um traço cultural de povo pacífico, acolhedor e hospitaleiro e que interferem no modo que compreendemos uma nação e um território: com os olhos da felicidade. … Continue lendo Países Felizes – Parte 5: Brasil

Países Felizes – Parte 4: Estados Unidos

Nesta viagem pelos Países Felizes do Arquiteto da Felicidade, depois de uma temporada na Europa, vamos para a América. Nossa quarta parada é nos Estados Unidos da América. Quem valoriza o trabalho como o critério mais importante da Felicidade pode gostar de viver no país mundialmente conhecido com a terra das oportunidades. O progresso de … Continue lendo Países Felizes – Parte 4: Estados Unidos

Países Felizes – Parte 3: Finlândia

Com o fim do Especial Rio+20, vamos retomar nossa viagem pelos Países Felizes do Arquiteto da Felicidade? Nossa terceira escala é na Finlândia. Vamos conhecer o país que tem um dos melhores programas nacionais de educação do mundo e buscar entender a razão de seu sucesso. Educar para desenvolver e ser feliz Quantas vez já … Continue lendo Países Felizes – Parte 3: Finlândia

Países Felizes – Parte 2: Inglaterra

Nossa segunda escala é na Inglaterra, país que tem um exemplar modelo de saúde pública que é reflexo de uma visão política e prioridades e continuidade de projetos, mesmo com a alternância política e com as crises. Uma população saudável é mais feliz A saúde se tornou um direito social fundamental para qualquer nação democrática … Continue lendo Países Felizes – Parte 2: Inglaterra