Pavilhão sustentável de bambu, terra e pedra

Sustentabilidade e talento produzem arquiteturas belas e surpreendentes. Conheça este projeto de um centro cultural e de artes no Vietnã.

COMPRE AGORA
Clique aqui e adquira o seu Cupom do Arquiteto.
Projetos de arquitetura com desconto especial para leitores e novos clientes

Leia também

teturaarqui.wordpress.com

H & P arquitetos

A centro cultural e de arte construído de forma sustentável pelo estúdio vietnamita H & P arquitetos é direcionada para o envolvimento da comunidade e da educação. Localizado na cidade ha tinh, o pavilhão ‘foi construído com materiais de origem local e os métodos de construção tradicionais. O processo de construção centrada em torno de interação com o usuário e sua participação – com a esperança de ensinar as pessoas sobre os benefícios de um bom design com uma abordagem de “aprender fazendo”. O terreno apresenta um arranjo de cabanas separadas agrupadas em torno de um espaço do pátio centralizado, que molda a paisagem circundante do pavilhão. Na abordagem, a entrada nos leva por um caminho estreito entre duas estruturas, eventualmente abrindo para o pátio interior. As características orgânicas do projeto do pavilhão dá exemplos diretos e ensinamentos na aerodinâmica (ventilação), física (difusão da luz), biologia (fotossíntese, o plantio). Estas soluções tem…

Ver o post original 63 mais palavras

O mito do emprego verde

Tradução livre do quadrinho: “Eles tiveram que derrubar todas as árvores para imprimir todo o dinheiro de resgate, necessário para criar empregos verdes e salvar o meio ambiente”.

Este artigo coloca em xeque o desenvolvimento de uma economia verde de verdade. Vale a leitura!

FakeClimate

Por Tory Aardvarck

24 de agosto de 2012
(Tradução: Maurício Porto)

O mito de empregos verdes faz parte dos chavões aquecimentistas, a transição para um verde e admirável mundo novo orwelliano onde há eletricidade ilimitada livre de carbono gerada por energia eólica e solar, bem que seria o caso se não fosse por um problema embaraçoso conhecido como intermitência, mais adiante falarei sobre isso.

Um relatório de setembro de 2011 da Câmara dos Representantes dos EUA concluiu que a chamada revolução de empregos verdes falhou globalmente e não havia esta coisa de empregos verdes a longo prazo, então os aquecimentistas mudaram a definição de empregos verdes para praticamente qualquer trabalho existente. Por exemplo, se você trabalha numa loja de conserto de bicicletas é um trabalho Verde, ou se você trabalha como balconista na loja de reparação de bicicletas, isso também é um trabalho Verde.

Ver o post original 748 mais palavras

O Consumo do Meio Ambiente

“A natureza fez o homem feliz e bom, mas a sociedade deprava-o e torna-o miserável.” Jean Jacques Rousseau A abordagem do Meio Ambiente na atual conjuntura global é demasiadamente abrangente, estando relacionada a diversos aspectos da vida humana e da sociedade. Devemos pensar o Meio Ambiente como uma prorrogação de nossa felicidade e não algo … Continue lendo O Consumo do Meio Ambiente

Desenvolvimento Sustentável está na moda

“A moda vai e volta. O lixo também.” Instituto Coca-Cola Se perguntassem a mim qual seria a tendência para a próxima estação, com certeza apostaria no verde. A natureza esta em voga, e se não acompanharmos esta tendência, como dizem no mundo da moda, não estaremos “IN”, mas “UP”. Desenvolvimento Sustentável: um velho conceito nos … Continue lendo Desenvolvimento Sustentável está na moda

Talentos da Felicidade – Parte 8: Meio Ambiente

O último artigo da série abordará uma felicidade que se realiza na defesa de um meio ambiente sustentável. Esta felicidade pode ser considerada a dimensão mais nova dentre os tipos de vida propostos. E nos últimos tempos é a mais incentivada, pelo menos no discurso. Vejamos como o talento selecionado viveu sua felicidade com esse propósito, … Continue lendo Talentos da Felicidade – Parte 8: Meio Ambiente