Vai sacar dinheiro do FGTS? Invista na sua casa!

O Governo Federal divulgou o calendário para saque das contas inativas do FGTS, que começam no dia 10 de março e vão até o dia 31 de julho. O cronograma de liberação depende da data de nascimento do trabalhador. O dinheiro, porém, estará disponível para todos os trabalhadores elegíveis até 31 de julho deste ano.

fgts_obra

E o que fazer com esse dinheiro?

Especialistas recomendam, antes de qualquer coisa, quitar dívidas para evitar pagamento de juros e multas. Para quem está com as contas em dia, a sugestão também é sacar e procurar uma aplicação mais rentável que o FGTS.

Para aqueles que já pensavam em empreender, mesmo na crise, o FGTS é um reforço de capital de giro ou na entrada de um pequeno negócio, dizem os especialistas.

Mas quem conta com esse dinheiro para investir na melhoria do seu imóvel, é a melhor hora!

6-passos-2

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas

Especialistas ouvidos pelo GLOBO recomendam, antes de qualquer coisa, quitar dívidas para evitar pagamento de juros e multas. Para quem está com as contas em dia, a sugestão também é sacar e procurar uma aplicação mais rentável que o FGTS. Para aqueles que já pensavam em empreender, mesmo na crise, o FGTS é um reforço de capital de giro ou na entrada de um pequeno negócio, dizem os especialistas. Veja o que eles ensinam:

Read more: http://oglobo.globo.com/economia/como-usar-dinheiro-das-contas-inativas-do-fgts-20920268#ixzz4YgOzy8hZ

Cheque Reforma: governo concederá subsídio para reformas residenciais

O jornal Folha de São Paulo noticiou na sua página na internet que o presidente em exercício Michel Temer autorizou o Ministério das Cidades a elaborar o programa social para subsidiar reformas residenciais para famílias com renda de até 3 (três salário mínimos).

Baseado em experiências positivas em Goiás e Pará, o projeto, conhecido como Cheque Reforma, prevê a liberação de crédito entre R$ 3 mil e R$ 5 mil diretamente para compra de materiais para melhorias residenciais, como construção de banheiro, troca de telhado e instalações elétricas, cabendo ao proprietário contratar a mão de obra.

De acordo com a matéria, o objetivo é que o programa atinja a marca de 1 milhão de famílias nos próximos 2 anos.

Emoji Smiley-116Leia a íntegra da matéria aqui.

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas