Por que não enviamos orçamento por e-mail?

Neste ano de 2017, fizemos modificações importantes no atendimento ao cliente interessado em orçamentos de projetos e obras de arquitetura na cidade do Rio de Janeiro e criamos o Atendimento Presencial BIS, modelo de atendimento presencial para preparação e apresentação de orçamentos ao cliente, pelo portal de serviços Bora Fazer.

Esta modalidade de apresentação é única no ramo de arquitetura e foi concebida sobre os seguintes pilares conceituais:

1º: Orçamento não é dar preço, é atender bem!

Quando o cliente solicita um orçamento, não medimos esforços para oferecer todas as informações necessárias para compreender e esclarecer o escopo do serviço. Acreditamos certamente que uma visita qualificada é mais eficiente para a solução das necessidades do que um e-mail com um preço.

Por isso, queremos sempre entregar algo mais que um orçamento e apostamos num atendimento presencial completo, desde a primeira visita até o final do processo, pagando uma taxa mínima pela reserva.

2º: É conversando que a gente se entende!

O atendimento presencial oferece duas oportunidades para uma conversa produtiva e transparente.

A primeira é para conhecer o cliente, suas necessidades, suas expectativas e análise técnica das condições do imóvel, verificando as possíveis interferências, riscos e potenciais para o projeto do cliente. A segunda visita, já com a proposta alinhada, é para apresentar tudo o que consideramos para a elaboração do valor, as estratégias de cada fase e as soluções para pagamento facilitado.

Nosso orçamento será escrito e impresso para sua análise, de forma clara e objetiva, com as melhores informações possíveis para uma tomada de decisão acertada.

3º: Negociação direta oferece melhores alternativas

Negociar é um ato profundamente influenciado por interações sociais. A partir do relacionamento presencial, o cliente tem total liberdade para rever, questionar, perguntar, sugerir, propor alternativas novas e criativas para que o projeto seja executado com total satisfação e ganhos para todos.

O serviço de atendimento presencial é uma oportunidade única para esclarecimentos e aprendizado entre as partes. A experiência se torna muito mais útil na comparação com outras propostas técnicas enviadas, facilitando a comparação de preços e métodos de trabalho, verificando as melhores vantagens de cada proposta, tanto do ponto de vista técnico, econômico e pela confiança no profissional.

4º: Vantagem em dobro.

O investimento feito na visita técnica do Atendimento Presencial BIS tem seu valor revertido em dobro na forma de créditos automáticos a serem utilizados na proposta negociada. Ou seja, você tem muito mais informações e vantagens reais de desconto.

Aposte no atendimento presencial. Agende agora mesmo!

Acesse http://www.borafazer.com.br/orcamento e preencha seus dados para reservar sua visita. Selecione o Atendimento Presencial BIS e aguarde nosso retorno. Bora Fazer!

Como agendar o atendimento presencial gratuito

regularização de obra arquiteto mais barato em conta rio de janeiro atendimento

O atendimento presencial é direcionado todos aqueles que estão interessados receber uma cotação dos Arquitetos da Felicidade e desejam ter preço de referência para ter seu projeto mais em conta.

Para entender como funciona, siga o exemplo da historinha abaixo:

Continuar lendo Como agendar o atendimento presencial gratuito

Olaria: projeto de regularização residencial

Ficha Técnica do Projeto

    • Cliente: Juarez Fernandez Ottero
    • Endereço: Rua Lígia, 388 – Olaria
    • Escopo: Projeto para regularização de imóvel uso de residencial unifamiliar, nos favores da Lei da Mais Valia
    • Kit Selecionado: Kit Legalização
    • Status: em andamento

Leia também

Irajá 2: projeto de regularização residencial

Ficha Técnica do Projeto

    • Cliente: Karla Cristina
    • Endereço: Rua Tanabi, 146 – Irajá
    • Escopo: Projeto para regularização com modificação e acréscimo de área de imóvel residencial multifamiliar, nos favores da Lei da Mais Valia
    • Kit Selecionado: Kit Legalização
    • Status: em andamento

Leia também

Irajá: projeto de regularização residencial

irajá

Ficha Técnica do Projeto
    • Cliente: José Fernandez Estevez
    • Endereço: Rua Horácio Wells, 430 – Irajá
    • Escopo: Projeto para regularização de imóvel existente com transformação de uso de residencial unifamiliar para bifamiliar com 2 andares
    • Kit Selecionado: Kit nº 3
    • Status: em andamento

Leia também

Kit da Felicidade fez cliente mais feliz na Ilha do Governador

Bitencourt (à direita) foi nosso primeiro cliente no ano de 2012
Bitencourt (à direita) foi nosso primeiro cliente no ano de 2012

A Ilha é o bairro do primeiro cliente satisfeito com os serviços oferecidos pelos arquitetos da FELICIDADE. Roberto Bitencourt Alves foi o nosso primeiro cliente satisfeito com os Kits da Felicidade.

Continuar lendo Kit da Felicidade fez cliente mais feliz na Ilha do Governador

Licença de Obras e Aprovação de Projeto na cidade do Rio de Janeiro

Encontrei um artigo muito bom que retrata com detalhes o licenciamento de obras na cidade do Rio de Janeiro.

Entenda o processo administrativo e entenda toda a burocracia envolvida. Leia para não tomar sustos na sua obra.

Leia também

AzNew Engenharia

LICENÇA DE OBRAS E APROVAÇÃO DO PROJETO

O processo administrativo para legalização de edificação unifamiliares, conforme foi visto, tem seu início com o protocolo do Anexo I e demais documentos contidos no Decreto n.º 5.281/85. O processo recebe um número com as seguintes características: xx/xxx.xxx/xxxx. Na Secretaria de Urbanismo, os dois primeiros algarismos serão sempre “02”, indicando a Secretaria a qual o processo está vinculado. Na Secretaria de Fazenda, por exemplo, iniciará por “04”. Os três números seguintes indicam a subgerência, e os demais, o número de ordem seguido do ano com quatro algarismos. Esses números variam de ano para ano, conforme o controle da Secretaria de Urbanismo.

O chefe de seção da Subgerência faz a análise dos documentos iniciais apresentados e procede ao seu tombamento. Caso verifique a falta de algum documento essencial, solicitará no ato à parte interessada que aguarda o protocolo que complete a documentação. Dessa forma…

Ver o post original 1.652 mais palavras

Lei estadual exige laudo de vistoria para edifícios no RJ

Está em vigor desde o dia 05 de março de 2013 a Lei Estadual nº 6400/2013, que instituiu no Estado do Rio de Janeiro a obrigatoriedade de vistoria predial de edifícios comerciais, residenciais e prédios públicos e elaboração de um Laudo Técnico de Vistoria Predial.

Segundo a lei estadual, os prédios deverão emitir um laudo a cada 10 anos para edifícios com menos de 25 anos de idade (a contar do habite-se) e a cada 5 anos em edifícios mais antigos. A exigência se dá para edifícios a partir de 3 pavimentos ou com área construída superior a 1.000,00 m² (mil metros quadrados).

Na cidade do Rio de Janeiro, no entanto, a exigência é a cada 5 anos independente da idade.

Os proprietários ou síndicos prediais são obrigados a obter este laudo, que deverá ser executado por um profissional ou empresa habilitada junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RJ) ou ao Conselho de Arquitetos e Urbanistas do Rio de Janeiro (CAU-RJ)

Exigência de responsável técnico

Uma novidade nesta lei é a exigência de acompanhamento técnico de um arquiteto ou engenheiro para todas as obras prediais, a serem edificadas, ou de reforma de prédio existentes, que implicarem em acréscimos ou demolições de alvenaria ou estruturas, inclusive abertura de janelas, principalmente em empenas.

Uma vez que o laudo indique medidas reparadoras ou preventivas, o condomínio deverá providenciar a manutenção predial preventiva ou corretiva, proposta no laudo, sob pena do síndico ser pessoalmente responsabilizado, solidariamente com o condomínio, por danos que a falta de reparos ou de manutenção da edificação venha a causar a moradores ou a terceiros, salvo se o descumprimento se der em razão de deliberação em Assembleia.

A lei ainda não foi regulamentada em todo o Estado, mas já está em vigor. Isso significa que os síndicos precisam se preparar para cumpri-la. A recomendação é que os gestores comecem, o quanto antes, a pesquisar profissionais no mercado capacitados para a emissão do laudo técnico.

Na cidade do Rio de Janeiro, a Autovistoria foi regulamentada pelo Decreto 37.426/2013.

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas

Bloco cerâmico ou bloco de concreto?

#domingodaconstrução

Que material utilizar? Bloco de cerâmica ou concreto? Conheça os materiais e como tirar vantagem deles na sua obra.

Leia também

COMPRE AGORA
OFERTA – Legalize sua obra e ganhe 10% de desconto. Confira a melhor oferta do Brasil

Camargo Química

Os blocos de concreto são versáteis por sua composição e estão cada vez mais se tornando uma boa opção para paredes de vedação ou estruturais das residências (sustentam a construção sem pilares e vigas). Com esse sucesso, a maior dificuldade está na escolha do material: concreto, concreto celular, silicocalcário ou cerâmica. De acordo com especialistas, é importante escolher o material que seja mais adequado ao projeto. Ou seja, conforme a resistência térmica da casa ou se a fundação pede peças leves.

Um projeto considerado racional evita cortes e desperdício de blocos, pois se baseia nas medidas das peças, inteira ou pela metade. Diferentemente dos tijolos maciços de barro, eles têm furos que permitem embutir as instalações elétrica e hidráulica, e consomem até um terço menos de argamassa no assentamento e no reboco, aumentando a produtividade da mão de obra. Entretanto, o tijolo tem maior isolamento acústico e capacidade de armazenar…

Ver o post original 398 mais palavras

Quero construir minha casa. Por onde começar?

Em algum momento na vida todo mundo deve ter parado para pensar em comprar um terreno para construir sua casa, do seu jeito, da sua maneira, sua própria arquitetura. Seja para moradia ou para residência de praia ou serra, este é um sonho que muitos metem a cara para realizar. Mas no caminho do sonho à mão na massa existem algumas regras que todo proprietário deve tomar conhecimento antes de se aventurar a lançar as fundações da sua casa.

Leia também

Conheça nossos serviços

Continuar lendo Quero construir minha casa. Por onde começar?