Desculpe o transtorno. Estamos construindo felicidade.

Promover a felicidade é um dos sete princípios do Arquiteto da Felicidade. Este princípio foi colocado em prática em ocasiões anteriores, como a apresentação feita no debate da Conferência Rio+20 no Complexo do Alemão, no aniversário do blog na Confeitaria Colombo, e na celebração do Dia Internacional da Felicidade na Sorveteria e Pizzaria Beijo&Beijo.

O exercício cotidiano deste princípio foi colocado mais uma vez em prática durante a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013. Além da experiência de dormir na rua como um sem-teto, uma ação de promoção do conceito foi colocada em prática com muito sucesso: o protesto do bem.

Continuar lendo Desculpe o transtorno. Estamos construindo felicidade.

Brasil terá um índice que medirá o bem-estar da população

MP900382699

Como medir o bem-estar de forma objetiva? Quais seriam os indicadores que podem refletir este sentimento?

Estudos contemporâneos passaram a adotar uma visão crítica dos indicadores econômicos clássicos, como PIB e renda per capita, e buscam uma metodologia mais abrangente, passando a considerar a percepção do ser humano sob os aspectos relevantes de sua vida.

Seguindo esta tendência, que é mundial, um grupo coordenado por pesquisadores da Escola de Administração de Empresas da FGV/SP e pelo Movimento Mais Feliz começou a estudar um índice de medição do bem-estar dos Brasileiros, chamado de Well-Being Brazil (WBB) Index, ou Índice de Bem-Estar Brasil.

Continuar lendo Brasil terá um índice que medirá o bem-estar da população

Países Felizes – Parte 5: Brasil

Retomando nossa viagem sobre os diferentes modelos de desenvolvimento países de acordo com sua visão de felicidade, nesta quinta parada o protagonista é o nosso Brasil.

Nosso país tem um traço cultural de povo pacífico, acolhedor e hospitaleiro e que interferem no modo que compreendemos uma nação e um território: com os olhos da felicidade. Vamos entender o porquê.

Como fazer dos relacionamentos uma política?

Continuar lendo Países Felizes – Parte 5: Brasil