Sua casa tem habite-se? Se não sabe, você deveria se preocupar com isso.

Nessas muitas andanças que fazemos por aí para realizar o Atendimento Presencial BIS no local onde o cliente deseja fazer sua obra para ampliar ou construir uma segunda casa no terreno, as pessoas conscientes de que querem fazer uma obra com tudo certinho sempre perguntam se a obra idealizada é viável.

Mas antes mesmo de discutirmos plantas, áreas e ideias de ambientes, eu sempre pergunto às pessoas sobre o Habite-se da construção. E a maioria das pessoas desconhece o assunto.

Por isso, resolvi escrever especificamente sobre este tema para que você que não fazia ideia do que se trata. Fique alerta e obtenha essa informação que é gratuita, sai na hora, mas que quase ninguém dá a devida importância para o assunto.

Habite-se e Aceitação das Obras

Habite-se é um documento emitido pela Prefeitura que atesta que a construção teve seu projeto aprovado e sua obra foi executada obedecendo fielmente as medidas da planta aprovada da edificação. O Habite-se é concedido uma única vez, no licenciamento da construção do zero, seja para residências unifamiliares ou prédios inteiros.

Se a construção já possui o Habite-se e a obra prevê modificação da área construída, isto é, alteração metragem quadrada de cômodos e pavimentos, o processo de aprovação visará a obtenção da Aceitação das Obras, que passará a incorporar a área em acréscimo ao Habite-se original.

Mas se a obra original nunca recebeu o Habite-se, significa que toda a edificação deverá passar pelo processo de regularização, considerando as regras atuais de zoneamento.

Como posso saber se minha construção tem Habite-se?

quadro 1

Como já foi dito em artigos anteriores, todas construção é considerada regularizada quando possui o Registro de Imóveis atualizado no nome do atual proprietário (releia o artigo).

De posse da certidão de ônus reais atualizada da escritura e com o carnê do IPTU na mão, dirija-se à Gerência de Licenciamento e Fiscalização mais próxima da sua residência e solicite no balcão a consulta sobre a situação do habite-se do seu imóvel. O serviço é gratuito e pode ser obtido pelo proprietário ou qualquer interessado em saber a situação do imóvel. (leia este artigo de exemplo, é o mesmo procedimento para qualquer gerência)

Como saber se é viável dar andamento à obra que já comecei?

Para saber se as informações obtidas são suficientes para continuar com a sua obra, você vai precisar de um profissional responsável para analisar o projeto para fins de legalização da obra e obtenção do habite-se, isto é, você precisará contratar um arquiteto.

Ao contrário do que diz o senso comum, o arquiteto não faz somente projetos para embelezamento ou modernização de um imóvel. O arquiteto é o profissional que tem competência técnica para lidar com parâmetros urbanos de zoneamento e legislação para regularização de obras.

Se você quer reunir as qualidades necessárias para ter uma obra com conforto e beleza, não abra mão da tranquilidade e da segurança de chamar um profissional para cuidar também questões legais da edificação e propor as alterações necessárias para viabilizar sua obra – principalmente antes de começar!

arquitetura23

 

Leia também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas

Uma casa simples, do meu jeito e com baixo custo pode ser excelente?

No processo de por em prática a casa dos nossos sonhos, é normal a gente se sentir afrontado só de pensar nos custos e no trabalho que vamos ter que enfrentar para construir ou reformar a nossa casa.

As listas de compras de materiais nas lojas de departamento, na loja de construção da esquina, na marmoraria parecem intermináveis . E ainda ter que contratar pedreiros, eletricistas, bombeiro hidráulicos de confiança que entendam o que queremos fazer, com qualidade, bom acabamento e beleza. São tantas ações que nos fazem ficar cansados e até adiamos o pontapé inicial só para evitar passar por esse perrengue todo.

bigstock-152556203

E na era da informática, caímos na tentação de achar que qualquer informação que está na internet é verdadeira. Aí, seguimos conselhos e mais conselhos de pessoas que até tem boa vontade de dar sua opinião para ajudar, mas que só confundem a nossa mente.

Você se identificou com essa história? É pra você que eu quero falar. Queremos dar uma ajuda definitiva para que você possa conduzir este processo com mais tranquilidade do que fez até agora. Confira as dicas essenciais que os Arquitetos da Felicidade trazem para você.

Continuar lendo Uma casa simples, do meu jeito e com baixo custo pode ser excelente?

Dicas da arquiteta para montar ou reformar sua cozinha com móveis mais em conta

Você já deve ter visto um armário da Itatiaia. Sim, aquela dos armários de aço!

Confesso que, pessoalmente, não sou muito fã daqueles armários de aço – a não ser que eles recebam um tratamento especial (tipo uma cor para dar um ar meio vintage…rs),ou que estejam inseridos em um contexto.

Mas há algum tempo a Itatiaia lançou algumas linhas de produtos para cozinha com um design mais contemporâneo, que são bem interessantes, e que podem gerar combinações bem bonitas. Confira as opções que preparamos no nosso projeto.

Continuar lendo Dicas da arquiteta para montar ou reformar sua cozinha com móveis mais em conta

Como escolher o arquiteto para seu projeto?

Você está há muito tempo com a ideia em mente para construir uma casa do seu jeito, tudo bem planejado, com bom gosto, beleza, conforto, utilidade e tudo o que você merece para morar bem, seja sozinho, ou com sua família. E já deve ter lido muito artigo pela Internet afora com varias dicas, informações de gente que já se deu bem ou se deu mal fazendo sozinho e sem projeto, ou ainda com plantas prontas. Certo?

E aí, depois de muito ver, está pensando em buscar um arquiteto para fazer o projeto da sua casa e foi atrás de mais buscas por indicações na Internet, em grupos de proprietários, classificados, e viu um monte de gente com mais um caminhão de informações.

Pois bem, se você nos encontrou, quero que você não saia deste site sem uma luz para este questionamento. Separamos aqui 5 qualidades que você deve observar para escolher um arquiteto para o projeto dos seus sonhos.

Continuar lendo Como escolher o arquiteto para seu projeto?

Enfrente a crise com a conversão de espaços em coworking

É sabido que a crise econômica vivida no Brasil é considerada a mais profunda que se tem notícia.  O país tenta reagir, revendo pilares do mercado convencional. As atividades produtivas estão em grande transformação e serão cada vez mais impulsionadas a estabelecer novas configurações, mais flexíveis e mais competitivas (para o bem e para o mal), com a reforma das leis de terceirização, da reforma da previdência e trabalhista, o que desenha um cenário futuro bastante diferente, ao qual as empresas precisarão se ajustar para otimizar seus custos.

Mas no cenário atual, muitos empresários tem encontrado dificuldade de manterem sua estrutura física de negócios e assumirem estes custos sem um capital de giro sustentável. Prova disso é que o índice de fechamento de lojas no Estado do Rio aumentou 31% no mês de janeiro de 2017, em comparação com o mesmo período do ano passado, o que significa em números absolutos, mais de 700 lojas.

Por isso, se você é empresário e está precisando fazer algo para sua sobrevivência, a opção de conversão de espaços em coworking surge como alternativa para aumento de produtividade da sua empresa e de faturamento com espaços subutilizados.

O que é um espaço de coworking?

Coworking em tradução livre, pode significar “trabalho colaborativo”. Mas em regras gerais, significa um arranjo produtivo de empresas de pequeno porte, não necessáriamente do mesmo segmento de negócios, que se unem para compartilhar um mesmo espaço físico para suas atividades.

Embora possa parecer uma união para rateio de uma sala, não é só isso. Coworking implica também em um ambiente mais preparado para compartilhamento de atividades de back-office completo (secretariado, administração, TI, serviços de entrega, etc.) e para parcerias de projetos em conjunto no mesmo espaço, num ambiente que favoreça o brainstorming e a inovação.

Por exemplo: escritórios de advocacia podem se reunir com contadores, analistas de mídia digital, marketing, engenheiros e arquitetos para compartilhar clientes e oferecerem um conjunto completo de serviços e de prospecção de novos negócios, tudo isso num mesmo lugar.

O coworking apresenta uma vantagem competitiva importantíssima para quem está iniciando sua vida no empreendedorismo ou como prestadores de serviços terceirizados, com uma estrutura enxuta e independente.

Como converter meu espaço em coworking?

Com as características explicadas acima, você pode perceber que não é só mudar o layout para dar certo. Por isso vamos colocar alguns exemplos de espaços coworking para você compreender.

Espaços coworking em restaurantes

spacious-5

Se você possui um restaurante e está com dificuldades para atrair consumidores para o seu negócio, pense em aproveitar uma parte da sua área construída para adaptar um coworking. Desta forma, o restaurante, que já dispõe  de estrutura de cozinha e café, pode passar a atender ao trabalhadores integrados ao espaço e permite uma fidelização do cliente no número de refeições servidas por dia nos horários fora de ponta.

Espaços coworking em salas comerciais

coworking-consolac387c383o

Se você possui uma sala espaçosa ou tem um espaço ocioso devido a redução de quadro de pessoal, mas está necessitando de ajuda no rateio dos custos de manutenção da sala, pense em um projeto de layout de forma a aproveitar a sala para adaptar um coworking. Além do espaço físico de cadeiras, mesas e salas de reunião, a conversão implica também ao proprietário do espaço na revisão dos custos operacionais de administrativo, atendimento por telefone, cozinha e infraestrutura de TI.

Síndicos de edifícios com vacância em excesso de salas podem se beneficiar ao incentivar este tipo de conversão e aumentar a arrecadação das taxas condominiais.

Espaços coworking em condomínios residenciais

escritoriodeadvocacia-marquesbusiness-jerry

Condomínios residenciais podem também utilizar este recurso de conversão de espaços em coworking para conseguir uma receita extra entre os próprios moradores empreendedores. Algumas construtoras já dispõem de espaços de trabalho como um diferencial ao trabalho home office.

Espaços ociosos nos prédios, em geral os mais antigos que possuem uma área administrativa grande, do tempo em que não havia a terceirização da atividade ou espaço subutilizados, podem ser adaptados para receber a infra necessária para oferecer o serviço.

Espaços coworking em casa

apartamento_240814

O coworking em casa depende necessariamente de um alvará municipal de funcionamento e, em caso de prédios, da anuência do síndico para a atividade em unidade residencial. Caso você seja proprietário de um imóvel residencial e que, por conta da crise, está com dificuldades de alugar ou vender o imóvel, a conversão de espaços em coworking com atividades de baixo impacto de visitantes, pode ser uma alternativa interessante.

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas

Vai sacar dinheiro do FGTS? Invista na sua casa!

O Governo Federal divulgou o calendário para saque das contas inativas do FGTS, que começam no dia 10 de março e vão até o dia 31 de julho. O cronograma de liberação depende da data de nascimento do trabalhador. O dinheiro, porém, estará disponível para todos os trabalhadores elegíveis até 31 de julho deste ano.

fgts_obra

E o que fazer com esse dinheiro?

Especialistas recomendam, antes de qualquer coisa, quitar dívidas para evitar pagamento de juros e multas. Para quem está com as contas em dia, a sugestão também é sacar e procurar uma aplicação mais rentável que o FGTS.

Para aqueles que já pensavam em empreender, mesmo na crise, o FGTS é um reforço de capital de giro ou na entrada de um pequeno negócio, dizem os especialistas.

Mas quem conta com esse dinheiro para investir na melhoria do seu imóvel, é a melhor hora!

6-passos-2

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas

Especialistas ouvidos pelo GLOBO recomendam, antes de qualquer coisa, quitar dívidas para evitar pagamento de juros e multas. Para quem está com as contas em dia, a sugestão também é sacar e procurar uma aplicação mais rentável que o FGTS. Para aqueles que já pensavam em empreender, mesmo na crise, o FGTS é um reforço de capital de giro ou na entrada de um pequeno negócio, dizem os especialistas. Veja o que eles ensinam:

Read more: http://oglobo.globo.com/economia/como-usar-dinheiro-das-contas-inativas-do-fgts-20920268#ixzz4YgOzy8hZ

Arquitetura e prevenção de acidentes domésticos

Todo mundo um dia na vida já deve ter sentido na pele o drama de um acidente doméstico em casa. As causas da ocorrência são inúmeras, mas tudo gira em torno da falta de uma cultura de prevenção de riscos que se tem em casa.

A verdade é que a esmagadora maioria das casas não são seguras, pois pouco se pensa no usuário que estará habitando nele e no tipo de vulnerabilidade de que cada um está exposto.

life-cycle-of-human-beings-4gkllk-clipart
O ciclo natural. Sua casa está adequada à vida humana?

Com efeito, o descuido na observação do usuário e o risco se reflete em dados assustadores sobre o número de acidentes domésticos. Destacamos alguns dados publicados que nos ajudam a compreender a necessidade urgente de mudança de cultura dentro de casa:

Continuar lendo Arquitetura e prevenção de acidentes domésticos

Atendimento ao Cliente durante as Olimpíadas

A Equipe dos Arquitetos da Felicidade vem a público comunicar aos clientes, leitores e amigos que,

CONSIDERANDO:

  • a realização dos Jogos Olímpicos Rio 2016 em vários pontos da cidade
  • a dificuldade de deslocamento com transportes e com trânsito
  • a necessidade de garantir a segurança dos arquitetos e clientes

DECIDIU:

  1. Fica suspenso o agendamento presencial para novos clientes nos dias 6, 13 e 20 de agosto de 2016
  2. O agendamento do próximo dia 30/07, pode ser solicitado até a vespera do evento.
  3. A abertura de agenda no dia 28 de agosto será aberta somente após as duas primeiras semanas do evento.

Em breve divulgaremos uma alternativa para atendimento à distância para clientes. Caso haja urgência, colocamos à disposição os canais de atendimento do menu.

Atenciosamente

transp_arquiteto

Central de Atendimento

GARANTA SUAS ÚLTIMAS VAGAS AQUI!

Cheque Reforma: governo concederá subsídio para reformas residenciais

O jornal Folha de São Paulo noticiou na sua página na internet que o presidente em exercício Michel Temer autorizou o Ministério das Cidades a elaborar o programa social para subsidiar reformas residenciais para famílias com renda de até 3 (três salário mínimos).

Baseado em experiências positivas em Goiás e Pará, o projeto, conhecido como Cheque Reforma, prevê a liberação de crédito entre R$ 3 mil e R$ 5 mil diretamente para compra de materiais para melhorias residenciais, como construção de banheiro, troca de telhado e instalações elétricas, cabendo ao proprietário contratar a mão de obra.

De acordo com a matéria, o objetivo é que o programa atinja a marca de 1 milhão de famílias nos próximos 2 anos.

Emoji Smiley-116Leia a íntegra da matéria aqui.

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas

Seu imóvel é financiado? Não construa nada antes de ler isto!

Uma das dúvidas recorrentes de leitores e clientes que nos procuram é sobre obra de reforma e/ou ampliação de imóvel financiado por bancos (como a Caixa Econômica Federal), mediante contrato de alienação fiduciária e até mesmo utilização de recursos do FGTS.

Geralmente as campanhas publicitárias dos bancos dão mais foco na questão financeira, como taxas de juros, prazo do financiamento, parcelas, amortização, seguros, forma de pagamento – o que é normal, afinal são bancos, mas não explicam ao mutuário que o sonho da casa própria consiste bem mais do que assinar toda aquela papelada.

Este artigo vem dar luz a este assunto tão mal explicado por aí, evidentemente sem a pretensão de esgotar o assunto. Se você está nesta situação, vem com os Arquitetos da Felicidade você também.

O imóvel financiado não é só seu!

Quando você assinou o contrato de financiamento para aquisição da sua casa ou apartamento, você o fez baseado em três figuras fundamentais: o objeto do contrato (casa, apartamento, terreno), o credor (o banco) e o devedor (o mutuário). O contrato de alienação fiduciária é o instrumento que garante que o imóvel será transferido ao mutuário quando o mesmo quitar o valor contratado.

Entendeu? O imóvel será TRANSFERIDO. Isto é, até que se quite a dívida, o imóvel não é próprio ao mutuário. Por esta razão, em caso de não pagamento, o imóvel pode ser revertido ao banco para execução do pagamento da dívida em caso de inadimplência.

Sendo assim, se o imóvel não é seu, você não tem o direito unilateral de alterar o imóvel tal como foi contratado, pois significa modificação do objeto de contrato.

Quer dizer que durante todo o contrato eu não posso fazer nada?

12-7-reforma

Não é para tanto! A vida é dinâmica e todo imóvel precisará receber obras para manutenção e modernização, mais cedo ou mais tarde.

Caso você identifique a necessidade de fazer alguma reforma ou ampliação do imóvel que está, você precisará se dirigir ao seu gerente de habitação, responsável pelo contrato de financiamento, solicitando informações sobre as cláusulas do contrato que falam sobre obras em imóveis financiados e de que forma a obra pode ser feita sem que haja desrespeito ao contrato.

Eu preciso pedir anuência ao banco para qualquer tipo de obra?

Bom senso é fundamental nesta horas e para isso é preciso que o cliente tenha bastante clareza do que quer fazer para explicar ao gerente sobre o tipo de obra. Quanto mais claro você for, melhor para o gerente, que não é engenheiro ou arquiteto, entender o que é preciso.

A boa prática para estes casos é a seguinte:

  1. São isentos de pedido de anuência ao banco as obras não estruturais de manutenção corretiva ou preventiva, como pintura, impermeabilização de teto, reforma simples de telhado, substituição de esquadrias, modernização da parte elétrica, iluminação, água, esgoto, gás telefonia, troca de pias, vasos sanitários, bem como instalações de armários embutidos, móveis planejados e demais intervenções desta natureza.
  2. São passíveis de pedido de anuência ao banco as obras que possam gerar potenciaisalterações na estrutura, como instalação de uma nova caixa d’água, colocação de um revestimento de piso bem mais pesado (por exemplo, substituir carpete por mármore na casa toda), demolição e remoção de paredes internas, retirada e construção de escada interna, pilares e demais elementos que alterem a planta interna original. Neste caso, cabe consultar a convenção do condomínio sobre a obrigatoriedade de atendimento a norma técnica de reformas ou condicionantes do laudo técnico de vistoria predial.
  3. É obrigatório pedir anuência ao banco as obras que alterem a área total edificada conforme descrito em IPTU, ou seja, obras de demolição, ampliação com modificação e acréscimo de área construída, como construção de novo cômodo, garagem, segundo andar ou nova edificação no mesmo terreno. Neste caso, ainda é obrigatório que seja providenciado um projeto arquitetônico para licença de obras da modificação do imóvel junto à prefeitura, no qual será pedida a anuência por escrito do banco.

76717418

Chame um profissional que entenda do assunto!

Definido qual tipo de intervenção você deseja fazer e o que impacta diretamente no seu contrato de financiamento, agora é planejar e escolher o profissional mais adequado para preservar seu imóvel e seu contrato de financiamento.

O primeiro passo é consultar o gerente do banco e explicar o tipo de obra que quer fazer. Feito isto, ele poderá condicionar a autorização da obra à apresentação de um projeto arquitetônico assinado por um arquiteto, com emissão do Registro de Responsabilidade Técnica.

Se for o caso de obra de modificação, o projeto será obrigatório, pois proprietário deverá apresentar o projeto ao banco e à Prefeitura.

Ficou alguma dúvida? Você pode acessar nossa seção tira-dúvidas e conversar com a gente.

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas