Enfrente a crise com a conversão de espaços em coworking

É sabido que a crise econômica vivida no Brasil é considerada a mais profunda que se tem notícia.  O país tenta reagir, revendo pilares do mercado convencional. As atividades produtivas estão em grande transformação e serão cada vez mais impulsionadas a estabelecer novas configurações, mais flexíveis e mais competitivas (para o bem e para o mal), com a reforma das leis de terceirização, da reforma da previdência e trabalhista, o que desenha um cenário futuro bastante diferente, ao qual as empresas precisarão se ajustar para otimizar seus custos.

Mas no cenário atual, muitos empresários tem encontrado dificuldade de manterem sua estrutura física de negócios e assumirem estes custos sem um capital de giro sustentável. Prova disso é que o índice de fechamento de lojas no Estado do Rio aumentou 31% no mês de janeiro de 2017, em comparação com o mesmo período do ano passado, o que significa em números absolutos, mais de 700 lojas.

Por isso, se você é empresário e está precisando fazer algo para sua sobrevivência, a opção de conversão de espaços em coworking surge como alternativa para aumento de produtividade da sua empresa e de faturamento com espaços subutilizados.

O que é um espaço de coworking?

Coworking em tradução livre, pode significar “trabalho colaborativo”. Mas em regras gerais, significa um arranjo produtivo de empresas de pequeno porte, não necessáriamente do mesmo segmento de negócios, que se unem para compartilhar um mesmo espaço físico para suas atividades.

Embora possa parecer uma união para rateio de uma sala, não é só isso. Coworking implica também em um ambiente mais preparado para compartilhamento de atividades de back-office completo (secretariado, administração, TI, serviços de entrega, etc.) e para parcerias de projetos em conjunto no mesmo espaço, num ambiente que favoreça o brainstorming e a inovação.

Por exemplo: escritórios de advocacia podem se reunir com contadores, analistas de mídia digital, marketing, engenheiros e arquitetos para compartilhar clientes e oferecerem um conjunto completo de serviços e de prospecção de novos negócios, tudo isso num mesmo lugar.

O coworking apresenta uma vantagem competitiva importantíssima para quem está iniciando sua vida no empreendedorismo ou como prestadores de serviços terceirizados, com uma estrutura enxuta e independente.

Como converter meu espaço em coworking?

Com as características explicadas acima, você pode perceber que não é só mudar o layout para dar certo. Por isso vamos colocar alguns exemplos de espaços coworking para você compreender.

Espaços coworking em restaurantes

spacious-5

Se você possui um restaurante e está com dificuldades para atrair consumidores para o seu negócio, pense em aproveitar uma parte da sua área construída para adaptar um coworking. Desta forma, o restaurante, que já dispõe  de estrutura de cozinha e café, pode passar a atender ao trabalhadores integrados ao espaço e permite uma fidelização do cliente no número de refeições servidas por dia nos horários fora de ponta.

Espaços coworking em salas comerciais

coworking-consolac387c383o

Se você possui uma sala espaçosa ou tem um espaço ocioso devido a redução de quadro de pessoal, mas está necessitando de ajuda no rateio dos custos de manutenção da sala, pense em um projeto de layout de forma a aproveitar a sala para adaptar um coworking. Além do espaço físico de cadeiras, mesas e salas de reunião, a conversão implica também ao proprietário do espaço na revisão dos custos operacionais de administrativo, atendimento por telefone, cozinha e infraestrutura de TI.

Síndicos de edifícios com vacância em excesso de salas podem se beneficiar ao incentivar este tipo de conversão e aumentar a arrecadação das taxas condominiais.

Espaços coworking em condomínios residenciais

escritoriodeadvocacia-marquesbusiness-jerry

Condomínios residenciais podem também utilizar este recurso de conversão de espaços em coworking para conseguir uma receita extra entre os próprios moradores empreendedores. Algumas construtoras já dispõem de espaços de trabalho como um diferencial ao trabalho home office.

Espaços ociosos nos prédios, em geral os mais antigos que possuem uma área administrativa grande, do tempo em que não havia a terceirização da atividade ou espaço subutilizados, podem ser adaptados para receber a infra necessária para oferecer o serviço.

Espaços coworking em casa

apartamento_240814

O coworking em casa depende necessariamente de um alvará municipal de funcionamento e, em caso de prédios, da anuência do síndico para a atividade em unidade residencial. Caso você seja proprietário de um imóvel residencial e que, por conta da crise, está com dificuldades de alugar ou vender o imóvel, a conversão de espaços em coworking com atividades de baixo impacto de visitantes, pode ser uma alternativa interessante.

Confira também

DÚVIDAS?

Clique no botão e acesse a seção de tira-dúvidas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s