O mito do emprego verde

Tradução livre do quadrinho: “Eles tiveram que derrubar todas as árvores para imprimir todo o dinheiro de resgate, necessário para criar empregos verdes e salvar o meio ambiente”.

Este artigo coloca em xeque o desenvolvimento de uma economia verde de verdade. Vale a leitura!

FakeClimate

Por Tory Aardvarck

24 de agosto de 2012
(Tradução: Maurício Porto)

O mito de empregos verdes faz parte dos chavões aquecimentistas, a transição para um verde e admirável mundo novo orwelliano onde há eletricidade ilimitada livre de carbono gerada por energia eólica e solar, bem que seria o caso se não fosse por um problema embaraçoso conhecido como intermitência, mais adiante falarei sobre isso.

Um relatório de setembro de 2011 da Câmara dos Representantes dos EUA concluiu que a chamada revolução de empregos verdes falhou globalmente e não havia esta coisa de empregos verdes a longo prazo, então os aquecimentistas mudaram a definição de empregos verdes para praticamente qualquer trabalho existente. Por exemplo, se você trabalha numa loja de conserto de bicicletas é um trabalho Verde, ou se você trabalha como balconista na loja de reparação de bicicletas, isso também é um trabalho Verde.

Ver o post original 748 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s